/Após rompimento de barragem em MG, rejeito de mineração pode atingir o Rio São Francisco

Após rompimento de barragem em MG, rejeito de mineração pode atingir o Rio São Francisco

Compartilhe...

O rompimento de uma das barragens da Mina do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com volume de 1 milhão de m³ de rejeito de mineração, colocou as cidades banhadas pelo Rio São Francisco em alerta na tarde desta sexta-feira (25).

Pelo menos cinco cidades próximas de Brumadinho já emitiram alerta sobre os riscos de a lama atingir a cidade. A preocupação também é a que os rejeitos atingam outras localidades. Isso porque a barragem está localizada no curso do córrego que é afluente do rio Paraopeba, que por sua vez é afluente do Rio São Francisco.

Em uma nota divulgada nesta tarde, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) explicou que a título de comparação, no desastre de Mariana/MG, em 2015, o volume da barragem de Fundão era de 50 milhões de m³.

Até o momento os Bombeiros confirmam que há cerca de 200 desaparecidos. Um protocolo de catástrofe já foi acionado.